Cuba no exigirá la censura de tuits, según bloguero oficialista

El gobierno cubano no pediría a Twitter que censure ningún tuit. Así lo informó el bloguero oficialista Yohandry Fontana, quien afirma que esta medida la escuchó de un alto funcionario del Ministerio de la Informática y las Comunicaciones de ese país.

Como se sabe, la red de microblogging anunció que a partir de ahora bloqueará la publicación de ciertos mensajes en los países que lo requieran.

La fuente del blogger cubano es anónima por lo que no se puede asegurar que la isla en verdad no solicite la intromisión de Twitter. “A 90 millas de una potencia como Estados Unidos nosotros los cubanos necesitamos saber qué dicen los enemigos de la revolución, el estar bien informados nos permite prevenir acontecimientos”, refiere la fuente de Yohandry.

Por otra parte, mañana, sábado 28, los usuarios en Twitter dejarán de tuitear en una protesta para hacer que Twitter reflexione sobre la que consideran una absurda medida.

Vídeo de fim de ano reúne artistas que apoiam o Megaupload

O clipe musical “Mega Song” foi retirado do ar após uma acusação de violação de direitos autorais pela Universal Music e republicado nesta semana.

Em um vídeo de fim de ano, celebridades apoiaram o site de compartilhamento de conteúdo Megaupload. O clipe musical chamado Mega Song chegou a ser removido do Youtube pela Universal Music, alegadamente, por infração a direitos autorais, de acordo com o portal Torrentfreak.

O vídeo, publicado no canal do fundador do Megaupload, Kim Schmitz, que foi preso hoje (20/01) na Nova Zelândia, voltou ao ar depois de uma ação movida pela empresa contra a Universal Music. Artistas como Will.i.am, P Diddy, Kanye West, Chris Brown, Serena Williams, entre outros, cantam a música, junto com o fundador do Megaupload.

O Megaupload foi retirado do ar ontem (19/01), por infração de direitos autorias da Universal Music. Em resposta à ação, o grupo de hackers Anonymous realizou ataques DDoS (Negação de Serviço) aos portais do FBI, do Departamento de Justiça dos EUA, da Universal Music, entre outros.

No clipe musical abaixo, republicado em 17/01, um dia antes dos protestos contra a censura na internet, a empresa informa que o site tinha 50 milhões de acessos por dia, o que representaria 4% dos internautas em todo o mundo.

Vídeo de fim de ano reúne artistas que apoiam o Megaupload

Fundador da Megaupload continua detido. Vergonha!

Fundador da Megaupload continua detido
Fundador da Megaupload continua detido

O fundador da página de downloads Megaupload continua em prisão preventiva e ainda não é conhecida, por parte do tribunal da Nova Zelândia, a decisão do pedido de liberdade provisória, o que deverá acontecer na terça ou quarta-feira.

Kim Dotcom, ou Schmitz, o seu nome verdadeiro, é acusado pelos Estados Unidos de estar à frente do maior portal de pirataria na Internet.

O FBI encerrou na passada quinta-feira a página da Megaupload e a investigação resultou na prisão de quatro pessoas, incluindo o fundador do site.

Juntamente com o fundador, foram detidos os alemães Finn Batato (chefe técnico do portal), Mathias Ortman (co-fundador do Megaupload) e o holandês Bram van del Kolk.

Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado

Serviço gratuito será oferecido nos 17 principais terminais do país a partir de março do ano que vem.

Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado
Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado

A internet sem fio gratuita será ilimitada nos 17 principais aeroportos do país a partir de março do ano que vem. Hoje, o wi-fi só é gratuito nos 15 minutos antes do embarque.

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) tem 20 dias para contratar uma empresa de telefonia para prestar o serviço e garante que até março de 2012 os passageiros poderão se conectar gratuitamente antes de seus voos. A decisão vai valer para os principais aeroportos do Brasil.

O acesso só será gratuito no aeroporto de origem da viagem. Isso significa que o passageiro que vai de São Paulo ao Rio de Janeiro só poderá acessar a internet sem fio na capital paulista. Além disso, a internet ficará disponível apenas na área de embarque, depois do raio X.

Até julho, a conexão era paga em todos os aeroportos do Brasil. Após exigência da presidente Dilma Rousseff, durante as férias de julho um programa-piloto de wireless gratuito começou a valer, mas apenas por 15 minutos antes do embarque.

Adobe dá razão a Steve Jobs e acaba com Flash mobile

Adobe dá razão a Steve Jobs
Adobe dá razão a Steve Jobs

Em um passo surpreendente, a Adobe anunciou que não irá mais trabalhar com a plataforma Flash para dispositivos móveis. A partir de agora, o foco será o desenvolvimento de aplicações compatíveis com HTML5.

Steve Jobs, então, estava certo ao abolir o Flash de todos os seus gadgets móveis: iPod, iPhone e iPad. Em abril de 2010, o então chefe da Apple decidiu trabalhar apenas com a tecnologia HTML5 dizendo que o “Flash foi criado durante a era do PC – para PCs e mouses”.

Na época, Jobs opinou que, embora o sistema operacional dos produtos Apple seja fechado, os padrões pertencentes à web deveriam ser abertos – o que não é o caso do Flash, tecnologia pertencente à Adobe. Por isso, a empresa adotou HTML5, CSS e JavaScript.

Ao dar razão à Apple, a Adobe reconheceu que o HTML5 hoje é compatível universalmente com os grandes dispositivos móveis. “Em alguns casos, exclusivamente”, escreveu, em referência clara à Apple, Danny Winokur, VP geral de desenvolvimento interativo da Adobe.

“Estamos empolgados sobre isso e vamos continuar nosso trabalho com players importantes na comunidade HTML, incluindo Google, Apple, Microsoft e RIM, para impulsionar a inovação do HTML5 para que eles possam avançar em seus navegadores móveis”, afirmou Winokur, pelo blog da empresa.

O novo consumidor na era da redes sociais

Por Cláudio Conz

O novo consumidor na era das redes sociais.
O novo consumidor na era das redes sociais.

22/09/2011
É uma preocupação constante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social discutir os novos meios de comunicação e a inclusão digital no Brasil

É uma preocupação constante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, órgão do qual faço parte, discutir os novos meios de comunicação e a inclusão digital no Brasil. Em agosto, o Facebook chegou a 30,9 milhões de usuários únicos no nosso País, ultrapassando o Orkut e tornando-se a maior rede social no País, segundo dados do Ibope Nielsen Online. A mesma pesquisa, que não contabiliza acessos a partir de LAN houses e escolas, apontou que o Orkut atingiu 29 milhões de internautas (64%) e o Twitter 14,2 milhões de usuários únicos (31,3%).

Um outro estudo, desenvolvido pela eCMetrics – agência e consultoria estratégica de mídia social – mostrou que, dos internautas brasileiros que participam das redes sociais, 16% produz conteúdo, 22% critica ou coleta (reproduz) , 36% observa, participa ou cultiva contatos e outros 26% caracterizam-se como fortes consumidores on-line e brand engagers (consome ou cria mídial social relacionada com marcas, produtos e serviços).

As mulheres com idade entre 18 e 34 anos de todas as classes sociais são as que mais produzem conteúdo nas mídias sociais e também as que mais participam criticando ou comentando. Entre os que apenas coletam informações de acordo com as suas necessidades, a maioria é composta por homens entre 18 e 34 anos, de todas as classes sociais. Já os consumidores on-line são, em sua maioria, homens e mulheres com 45 anos ou mais, membros da classe A.

Cerca de 81% dos internautas fazem pesquisa de preço on-line e 74% deles pesquisam imagens de modelos e opções. Outros 64% afirmam pesquisar detalhes de desempenho do produto e dimensões, 67% pesquisam locais de compra e 64% procuram por novos lançamentos. E 92% acessou o site de uma empresa nos seis meses anteriores à pesquisa e 53% viraram integrantes de comunidades virtuais de empresas ou curtiram a fan page de alguma empresa nos últimos 6 meses.

O estudo afirma que o brasileiro já está inserido na era web 2.0 e tem a internet como um instrumento de busca por novidades, entretenimento, informação e interação com empresas.

De olho neste novo consumidor, várias empresas brasileiras estão monitorando o que é dito sobre elas nas mesmas redes sociais. Algumas, inclusive, agem rapidamente para evitar danos à imagem corporativa enquanto outras utilizam as redes sociais para fazerem campanhas desenvolvidas nas mídias tradicionais e até mesmo para ampliar as vendas através de aplicativos próprios.

Mesmo que não saibam o que fazer agora, é muito importante que essas empresas não desistam de tentar entender essa nova realidade. Quem ainda não participa desta nova ‘classe social’ está perdendo tempo e isso pode custar caro no futuro. A internet é algo em constante mutação desde que foi criada e a sua influência sobre o nosso dia-a-dia já está mais do que comprovada.

Além disso, os brasileiros, assim com o mundo todo, estão cada vez mais engajados nesta nova realidade virtual e isso vai trazer consequencias não só para a forma como essas pessoas se relacionam com os assuntos à sua volta e com as pessoas, mas também à forma como fazemos comércio hoje em dia. Eu confesso que estou curioso para saber o que o futuro nos reserva. Será que as redes sociais serão o futuro da loja virtual?

Facebook congela barra superior

Nas últimas semanas o Facebook reformula algumas funcionalidades da rede social, entre elas a barra de navegação superior, que agora se mantém bloqueada no topo, mesmo se o usuário rolar a página para baixo.

A sutil mudança permite que os usuários acessem com mais facilidade e rapidez recursos importantes do Facebook como pedidos de amizades, mensagens, notificações e buscas. A barra superior congelada já é um recurso conhecido dos usuários do Twitter e do Google+.

Segundo o Mashable, o Facebook está estudando bloquear também os anúncios no lado direito da página, com intuito de aumentar a taxa de cliques nas publicidades.

Durante 2010 e 2011, o Facebook já fez diversas mudanças no design e nas funcionalidades da rede social, entre eles o recurso de seguir perfis, semelhante ao Twitter. A equipe da rede social também planeja desenvolver uma versão do site em HTML5, mais moderna, para tablets como o iPad.

Facebook terá serviço de música online

Por Fernanda Morales

Segundo especulações, o Facebook estaria prestes a lançar seu serviço de música ainda em setembro durante sua conferência de desenvolvedores, a F8.

Facebook poderá lançar serviço de música em setembro
Facebook poderá lançar serviço de música em setembro

De acordo com o Mashable, a conferência que ocorre no dia 22 de setembro será palco para o anúncio do novo serviço que deverá contar com parceiros como Spotify, MOG e Rdio. O serviço permitirá que os usuários escutem música pela página principal do Facebook enquanto desenvolvem outras funções na rede.

Pessoas próximas à empresa afirmaram que o Facebook não planeja hospedar e oferecer música ou qualquer mídia diretamente, os parceiros é que serão responsáveis por disponibilizar o conteúdo. Assim como a empresa já faz com os jogos e aplicativos, ela quer ser apenas uma plataforma para o conteúdo musical.

Segundo o PCMag, o Spotify, o MOG e o Rdio já permitem que seus usuários compartilhem músicas com seus amigos através do Facebook, assim como playlists.

Um porta-voz do Facebook afirmou ao Mashable, que não há nada novo para ser anunciado. E ressaltou que os mais populares serviços de música do mundo estão integrados ao Facebook e que a empresa sempre está em contato com os parceiros buscando novas possibilidades para melhorar o serviço.

Por etechno.com

Well it looks like that Facebook is going to rival iTunes with music service, and Facebook didn’t stop by Project Spartan apps only but also looking to play with Apple.

For the past few months, I have been hearing about Facebook and Spotify getting a lot closer as companies, with a much tighter integration between the two services. However, Facebook’s musical ambitions go beyond Spotify and include other music services and applications. The company is currently working on lining up more partners for the 2011 edition of f8, its annual developer conference, which is most likely to be held in August 2011.

According to the site, Facebook will add a new tab in the left hand column called ‘Music’. This tab will open up your Music Dashboard. On this page you’ll be able to play/pause your music and view whats playing on whatever music service you’ve logged in to with Facebook Connect. You’ll also see a snapshot of all the songs you’ve listened to, along with their ranking and play count, on each specific music service.

 

Apple contrata hacker que desbloqueava iPhones e iPads

A máxima “se não consegues vencê-los, junta-te a eles” muitas vezes seguida pelas grandes empresas de informática, foi agora levada a sério pela Apple.

A empresa de Steve Jobs acabou de contratar Comex, o jovem que “desbloqueou” iPhones e iPads.

 
 
Apple contrata hacker que desbloqueava iPhones e iPads
 
 

Comex é Nicholas Alleg, um estudante nova-iorquino de 19 anos a frequentar a Brown University, que desenvolveu a famosa Jailbreak Me, um software que possibilita instalar aplicações não autorizadas no iPhone ou iPad, que não apenas as “apps” (aplicações) disponibilizadas na loja da Apple, a App Store.

Foi o próprio Comex que anunciou, através da sua conta no Twitter, que em Setembro começará a colaborar com a Apple. “Sinto-me inútil porque não tenho feito nada neste mês e meio. Tem sido realmente divertido, mas estou a ficar aborrecido, portanto, dentro de duas semanas estarei a estagiar na Apple”, escreveu.

Embora a contratação não tenha sido ainda confirmada pela Apple, já se tornou notícia em várias publicações da imprensa especializada.

Comex, cuja identidade foi descoberta há algumas semanas por um jornalista da revista económica “Forbes”, é também responsável pelo software Frash, que permite visualizar ficheiros em “flash” no iPhone. Não foi, no entanto, o único hacker que desenvolveu software para “desbloquear” “apps”: o Dev Team colocou online a ferramenta “Redsnow”.

Fonte: www.jn.pt

Facebook está aumentando o tamanho das fotos

Facebook aumenta o tamanho das fotos compartilhadas na rede social
Facebook aumenta o tamanho das fotos compartilhadas na rede social

O Facebook anunciou por meio de seu blog oficial que está aumentando o tamanho das fotos que os usuários publicam em sua rede social tanto para o compartilhamento quanto para a visualização. As imagens que eram exibidas com 720 pixels agora serão de 960 pixels. Além do tamanhomaior, o upload ficou mais rápido. O blog do FB afirma que a novidade deve chegar aos usuários aos poucos já a partir desta semana.

A rede social afirma que são 250 mihões de imagens publicadas diariamente e que publicar e visualizar fotos é a atividade mais realizada no Facebook. O site avisa que as fotos já publicadas pelos usuários serão ajustadas automaticamente para o novo tamanho.

O visualizador de imagens também mudou por conta de pedidos dos usuários. O fundo preto foi substituído por uma área branca que, segundo o Facebook, permite ver as fotos com mais clareza e foco.