Hospedagem de pago ou gratuita?

Muitos de nossos clientes que começam nesse mundo virtual, tem medo de colocar na bagagem despesas fixas sem saber muito bem o que está sendo pago. A primeira coisa a decidir é o tipo de hospedagem onde vamos alocar nosso site para que ele esteja disponível para todos os usuários.

Independente do tipo de website, seja blog, loja virtual ou um site de notícias, todos eles precisam estar hospedados em algum servidor devidamente configurado para que seja encontrado na Rede de Alcance Mundial (o famoso WWW).

Uma vez sabemos que precisamos uma hospedagem, vamos ver qual tipo de hospedagem é a mais adequada as nossas necessidades.

Para todos aqueles que tem intenção de criar um site ou blog pessoal, já seja para contar coisas “não importantes” ou para um evento de pequeno porte, existem muitos serviços de hospedagem gratuitos disponíveis: blogger, wordpress, Wix, Google sites, etc…
Estos serviços, alias de serem gratuitos são de fácil manoseio e muito intuitivos na hora de confeccionar seu site. Alias, em sua majoria, dispõem de varias planilhas com diferentes desenhos para sua escolha e é possível adicionar plugins para melhorar o desempenho. Os sites gratuitos, em geral, estão atrelados ao nome do provedor. Se você hospedar seu site gratuitamente no Wix, por exemplo, o endereço vai ser seusite.wix.com.

Outro fator a considerar são os anúncios. Os provedores de hospedagem gratuitos, acostumam a colocar anúncios nos sites que hospedam, com o que pode-se dar o caso de a gente estar fazendo publicidade da concorrência. Pega mal com os clientes 😉

Então, é preciso pagar hospedagem ou não?
A tentação de escolher uma solução gratuita, ainda mais para quem está começando, é tentadora.

Se você está querendo um site rentável para divulgar seu produto ou sua marca, ou uma loja virtual, ou qualquer outro tipo de website com intenção de rentabilização e ganhar dinheiro, precisa sim pagar pela sua hospedagem e optar por uma opção mais profissional.

Quem paga por hospedagem tem direito a uma série de ferramentas extras, como backup regular dos arquivos, correio eletrônico personalizado
(seunome@suaempresa.com.br) e principalmente a possibilidade de desenhar o seu site a sua medida, sem ter que ajustar planilhas predelineadas. Ao pagar pela hospedagem, pode-se ter direito a um nome só seu de domínio, como o suaempresa.com.br.

Se você está procurando um site dinâmico e rentável para sua empresa, mas não tem certeza dos passos a seguir nem por onde começar, entre em contato com a nossa equipe, podemos lhe ajudar!


Novo cliente da JMTweb: Alisios O&M

Alisios O&M

JMTweb apresenta seu novo cliente, a empresa do ramo de manutenção de torres eólicas, a Alisios O&M. Atualmente localizada em Natal, no Rio Grande do Norte a Alisios trabalha no ramo de manutenção, mantimento, comissionamento, inspeção e supervisão de torres eólicas. Prestamos o serviço de criação de novo site para a Alisios, criação de certificado SSL (HTTPS) para o novo site, criação de blog para postagem de notícias relacionadas a temática da empresa e gerenciamento das Redes Sociais.

Alisios O&M
Alisios O&M

Contamos com a criação da imagem da empresa, criação de logotipos e artes todas foram feitas por nossa equipe.

Prazo para entrega: 20 dias

Parabéns a todos os envolvidos no projeto!

 

Cloud Server – Saiba o que é, e porque é melhor

O que é um servidor web?

Essa pergunta pode ser respondida de duas formas: a primeira poderia ser “um programa”. Um servidor web pode ser um programa que aceita pedidos http de vários clientes e os responde via http (geralmente navegadores). Podendo incluir também nessa comunicação dados ou objetos (Documentos HTML e imagens). A segunda resposta é que um servidor web é uma máquina onde são armazenadas todas as funcionalidades que você deseja oferecer na Internet e que roda os programas necessários para satisfazê-las. 

São máquinas que estão sempre conectadas e disponíveis 24 h por dia aguardando as requisições que podem chegar a qualquer instante. Depois que a requisição do cliente (navegador) chega e as restrições de segurança são satisfeitas, ele entrega a informação solicitada ou executa a tarefa pedida. Essa comunicação pode ser estática ou dinâmica e também pode se dar através de scripts. 

O que são servidores dedicados e não dedicados?

Servidores dedicados são, como o próprio nome já diz, máquinas dedicadas unicamente a prover o processamento das requisições feitas ao seu site e as suas aplicações. Todos os recursos disponíveis naquele servidor estão à disposição de você. Ele tanto pode estar localizado localmente ou em um datacenter e é indicado quando o uso de hospedagem compartilhada já não é capaz de suportar as requisições de suas aplicações. O servidor não dedicado é justamente o contrário disso tudo, todas as suas aplicações e as requisições feitas a elas são armazenadas em um servidor juntamente com outras tantas aplicações de outras pessoas. Todas as requisições feitas a essas aplicações devem dividir todos os recursos que esse servidor possui. Se uma dessas aplicações requerer mais recursos com muita frequência, o resultado óbvio é que as demais terão perda de performance devido ao uso excessivo dos recursos disponíveis pela outra. 

O que é Cloud Computing e Cloud Server?

O cloud computing ou computação em nuvem é a nomenclatura adotada para a técnica de processamento e armazenagem de dados que utiliza diversas máquinas interligadas para executar as mesmas tarefas que antes seriam executadas numa única máquina. Essa técnica permite a escalabilidade dos recursos e garantem um grande ganho de desempenho na execução das tarefas. O Cloud Server é, nada mais nada menos, do que essa técnica aplicada aos servidores web. Assim todos os servidores processam todas as aplicações contidas “na nuvem” e utilizam para isso a soma de seus recursos. Assim, cada cloud server é um servidor virtual que utiliza recursos seus e dos demais para executar as tarefas e requisições solicitadas. Há sempre um servidor físico de reserva para o caso de problemas e ele é usado para suprir alguma eventualidade relativa à falhas técnicas que ocorram “na nuvem”. Tudo isso se dá de forma automática e garante sempre a máxima performance possível dos processos. 

Quais as vantagens e desvantagens disso?

Escalabilidade de recursos de computação que permite o deslocamento desses recursos de forma simples e rápida para suprir demandas elevadas momentâneas de uma determina aplicação sem a necessidade re reinicializar o sistema operacional e impedindo a queda do sistema. Assim, se o servidor “X” que estiver fazendo o processamento sentir-se insuficiente para tal, ao invés de “cair”, simplesmente migra a requisição para outro servidor e a aplicação continua operacional. 

Grande disponibilidade de recursos, a realocação dinâmica em casos de “panes” ou de requisições que excedam a capacidade do servidor no qual as aplicações se encontrem garantem um tempo “uptime” sempre elevado graças à vasta disponibilidade de recursos. 

A redução de custos é um grande atrativo. Afinal de contas, um servidor dedicado de grande capacidade custa caro e um cloud Server pode suprir essa grande necessidade de performance por um custo mais baixo. 

A compatibilidade é total e pode ser usado tanto pelos sistemas operacionais Linux quanto Windows. Com aplicativos desenvolvidos em PHP, ASP, .NET, Java, Delphi, VB e outros. Podem ter acesso remoto através de Terminal Services para aplicativos corporativo e rodar sistemas de Comércio Eletrônico, Gestão – ERP, CRM, BI e outros. 

A segurança deve ser garantida por uma equipe bem qualificada e bem treinada, normalmente uma empresa de hospedagem de sites, de qualidade, tem total capacidade de garantir esse quesito. Essa é a principal desvantagem, além da latência. Pois fica difícil avaliar a questão da qualidade das equipes pela impossibilidade, na maioria das vezes, de conhecê-la. Como é um conceito colaborativo e ainda recente, é de vital importância que a empresa que ofereça os cloud Server tenha uma equipe técnica bem treinada e uma estrutura capaz de resolver rapidamente qualquer problema que aconteça “na nuvem”, além disso, há o problema relacionado à privacidade dos dados armazenados em servidores usados por várias pessoas e empresas. Segurança, recuperação de dados e backup devem estar na ordem do dia para qualquer empresa que se interesse em fornecer ou contratar um cloud Server. 

Fonte http://www.artigonal.com

Olho no prato!!!

“…aluguei um cloud server com a empresa server media e na hora de fazer a cobrança o atendimento foi muito ágil e prestativo me enviaram um email no dia 29/03 confirmando que receberam o pagamento e desde então sumiram, já tentei contato por telefone mais não atendem, enviei diversos tickts de reclamação e nenhuma resposta!! no site da empresa www.servermedia.com.br consta que tem suporte 24hrs o que é propaganda enganosa pois nunca me respondem nem no chat nem por telefone ou ticket o que esta caracterizando como estelionato !!fica aqui o alerta para que mais pessoas não sejam enganado por esta empresa!! á uma semana atrás 22/04 consegui contato com o sr Vinicius Sanchez responsável pela empresa que prometeu devolver o dinheiro e até hoje dia 28/04 não cumpriu com suas promessas…”

fonte: http://denuncio.com.br