Líderes mundiais em biologia dizem: Deviamos permitir a edição do gene humano.

5

Uma tecnologia controversia chamada CRISPR, que oferece uma maneira fácil e precisa de cortar e colar partes de DNA dentro da celula de qualquer organismo, pegou o mundo desprevenido. Já foi usada para alterar o DNA de humanos sem espectativa de nascimento, criando medos sobre segurança e edição de genes em bebês. Muitos pesquisadores já pediram o banimento da pesquisa. Entretanto, dois cientistas que são pionerios na pesquisa, estão contra este banimento. A quimica Jennifer Doudna da universidade da California, Berkeley, e o biologo George Church da escola de Medicina de Havard, argumentaram em dois recentes jornais importantes, que a moratoria neste momento da pesquisa iria arruinar importantes avanços sobre as curas de doenças geneticas. Em Dezembro, cientistas iram se reunir em Washington DC para discutir sobre esta pesquisa e seus avanços.
Veja mais em: (Tradução, visitado em 03/12/2015: http://www.businessinsider.com/leading-biologists-say-we-should-allow-gene-editing-on-human-embryos-2015-11?nr_email_referer=1&utm_content=ScienceSelect&utm_medium=email&utm_source=Sailthru&utm_campaign=BI%20Science%202015-12-01&utm_term=Science%20Select)

Sr e Sra Facebook doam 99% dos lucros mensais para caridade

4

“Comovidos pelo nascimento de sua primeira filha, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, e sua esposa, Priscilla Chan, anunciaram que doarão 99% de suas ações da empresa para “boas causas”. Em uma carta dedicada à recém-nascida Max, o casal diz que fará a doação – estimada em US$ 45 bilhões – com o objetivo de “fazer um mundo melhor para sua filha crescer”. “Sua mãe e eu não temos palavras para descrever a esperança que você nos dá para o futuro. Você já nos deu um motivo para refletir sobre o mundo em que queremos viver”, escreveu o empresário. Segundo o anúncio, Zuckerberg doará suas ações para a Chan Cuckerberg Initiative, uma organização que leva o nome de sua esposa e que tem por objetivo “avançar o potencial humano e promover igualdade para crianças das próximas gerações”. Leia também: Fundador do Facebook, Mark Zuckerberg vai tirar dois meses de licença paternidade O CEO do Facebook descreveu na carta o mundo onde quer ver sua filha crescer. “É um mundo no qual essa geração pode desenvolver o potencial humano e promover igualdade, curando doenças, personalizando o aprendizado, aproveitando energias limpas, conectando pessoas, construindo comunidades fortes, reduzindo a pobreza, promovendo direitos iguais e espalhando compreensão pelas nações”, afirmou. “Nós daremos 99% das nossas ações do Facebook – que atualmente valem US$ 45 bilhões – durante nossas vidas para avançar nesta missão. Nós sabemos que isso é uma contribuição pequena perto de todos os recursos e talentos de outras pessoas que já trabalham para melhorar essas questões. Mas queremos fazer o que podemos, trabalhando juntamente com tantos outros.” A carta destacou o papel importante da tecnologia para conseguir alcançar as metas do casal em “potencial humano e igualdade”. “Boa parte das oportunidades melhores que aparecerão para a sua geração virão depois que todos tiverem acesso à internet”, afirmou Zuckerberg na carta para a filha. Max Zuckerberg nasceu na semana passada, mas o casal só anunciou publicamente a notícia nesta terça-feira. De acordo com o CEO do Facebook, mais detalhes sobre a doação serão dados assim que ele e a esposa voltarem de licença – ele ficará dois meses fora de suas funções para aproveitar a filha”

Um cientista chefe da Microsoft diz: Estamos a menos de 5 anos de ser entendidos pelos computadores.

1

Por mais frustado que isso lhe deixe, aplicativos de reconhecimento de voz que não funcionam bem na atualidade nem sempre foram tão exatos como são agora. Já foi pior, muito pior. Neste ano (2015), google informou que seus aplicativos de voz tiveram uma correção de erro de 8% a menos em relação ao ano passado. No passado quando a Microssoft lançou seu primeiro aplicativo de reconhecimento de voz, a taxa de erro era de cerca de 100%. Os cientistas, cauculam que a cada ano que se passou a taxa de erro caio cerca de 20%/ano ate os tempo modernos e só vem melhorando. E por isso eles presumem que antes do prazo de 5 anos os computadores irão reconhecer nossas palavras perfeitamente. Isso nos colocará numa nova fase, desenvolvimento de inteligencia artificial real!

A IBM não morreu. Tem um super computador Médico! Elementar meu caro Watson.

Ibm_logo-2

A IBM esta colocando seu gênio robo para brincar, o super computador, para ajudar doutores a tratar diabetes, lutar contra o cancer e monitorar gravides! IBM Watson Health essa semana disse que vai começar uma parceria com um grande produtor de remédios para diabetes a Novo Nordisk. Ele também desenvolveu um aplicativo de monitoramento de gravides.IBM Watson Health essa semana disse que vai começar uma parceria com um grande produtor de remédios para diabetes a Novo Nordisk. Ele também desenvolveu um aplicativo de monitoramento de gravides. A ideia é usar o poder de computação do Watson para angariar dados de dez milhões de pacientes já sendo tratados ou que foram tratados. Para mapear características importantes sobre a doença e tratamento. Diabetes é uma condição crônica que causa resistência a insulina no corpo, ou não produz o suficiente para manter o nível de açúcar no corpo estável. A diabetes atinge 371 milhões de pessoas no mundo, e se espera que a condição só se desenvolva. Watson é uma inteligência artificial, um super computador, que pode processar enormes montantes de dados. Watson pode fazer tudo, desde lhe dar receitas de jantar a ajudar a montar aquele time dos sonhos de futebol. Com mais aplicações serias, como cuidar da saúde. Watson é capaz de ler por centenas de milhares de laudos médicos em pouco tempo, um homem normal levaria centenas de anos para fazer o mesmo, a melhor parte: ele entrega o melhor tratamento para o caso. Rov Merkel, o vice presidente da IMB na divisão de saúde diz a Business Insider que a meta é tentar transformar o cuidado e prevenção a saúde uma tarefa simples e fácil. “Existe muitas coisas que não conhecemos, mas que nos põe em risco. E quando você sabe o risco que corre, não sabe a melhor intervenção para combater. Então a ideia é prover novos níveis de opções para tratamentos médicos que escapam das cabeças mais capazes.” Semana passada a companhia disse que iria expandir suas operações para a Índia, onde a tecnologia pode ajudar doutor a diagnosticar tratamento de câncer.