Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado

Serviço gratuito será oferecido nos 17 principais terminais do país a partir de março do ano que vem.

Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado
Aeroportos brasileiros terão wi-fi ilimitado

A internet sem fio gratuita será ilimitada nos 17 principais aeroportos do país a partir de março do ano que vem. Hoje, o wi-fi só é gratuito nos 15 minutos antes do embarque.

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) tem 20 dias para contratar uma empresa de telefonia para prestar o serviço e garante que até março de 2012 os passageiros poderão se conectar gratuitamente antes de seus voos. A decisão vai valer para os principais aeroportos do Brasil.

O acesso só será gratuito no aeroporto de origem da viagem. Isso significa que o passageiro que vai de São Paulo ao Rio de Janeiro só poderá acessar a internet sem fio na capital paulista. Além disso, a internet ficará disponível apenas na área de embarque, depois do raio X.

Até julho, a conexão era paga em todos os aeroportos do Brasil. Após exigência da presidente Dilma Rousseff, durante as férias de julho um programa-piloto de wireless gratuito começou a valer, mas apenas por 15 minutos antes do embarque.

Rede social é principal motivo de uso da web por brasileiros

Uma pesquisa da Fecomércio-RJ/Ipsos divulgada recentemente revela que o percentual de brasileiros conectados à rede mundial de computadores passou de 27%, em 2007, para 48%, em 2011. Segundo o estudo, os brasileiros estão mais conectados a cada ano, sendo que o acesso à internet quase dobrou nos últimos quatro anos: se em 2007, 27% da população tinham acesso à rede, este ano este percentual chegou a 48%.

Os principais motivos que levam as pessoas a usar a internet são o contato com os amigos (50%) e trabalho (27%). Os tipos de sites mais acessados são redes sociais (61%), de pesquisas (48%), e-mails (34%), de notícias (34%), de diversão (17%) e de serviços (17%). Em relação ao local de acesso, 62% dos internautas informaram que usam a internet em casa, 15% em lan houses, 15% no trabalho e 6% em casas de parentes e/ou amigos.

A frequência do uso também aumentou. Entre os brasileiros conectados, 47% afirmam que se conectam diariamente à rede mundial de computadores, ao passo que 33% acessam mais de uma vez por semana e 12% uma vez por semana.

Quanto ao tempo de conexão, 55% dos internautas passam de 30 minutos a duas horas ligados na web; 23% permanecem conectados entre duas e quatro horas; e 14% ficam menos de meia hora.

A principal razão para a difusão da internet no País está no crescimento na venda de computadores, em função do aumento do poder aquisitivo da população nos últimos anos, incentivado pelo crescimento do emprego formal e do acesso ao crédito.

Adobe dá razão a Steve Jobs e acaba com Flash mobile

Adobe dá razão a Steve Jobs
Adobe dá razão a Steve Jobs

Em um passo surpreendente, a Adobe anunciou que não irá mais trabalhar com a plataforma Flash para dispositivos móveis. A partir de agora, o foco será o desenvolvimento de aplicações compatíveis com HTML5.

Steve Jobs, então, estava certo ao abolir o Flash de todos os seus gadgets móveis: iPod, iPhone e iPad. Em abril de 2010, o então chefe da Apple decidiu trabalhar apenas com a tecnologia HTML5 dizendo que o “Flash foi criado durante a era do PC – para PCs e mouses”.

Na época, Jobs opinou que, embora o sistema operacional dos produtos Apple seja fechado, os padrões pertencentes à web deveriam ser abertos – o que não é o caso do Flash, tecnologia pertencente à Adobe. Por isso, a empresa adotou HTML5, CSS e JavaScript.

Ao dar razão à Apple, a Adobe reconheceu que o HTML5 hoje é compatível universalmente com os grandes dispositivos móveis. “Em alguns casos, exclusivamente”, escreveu, em referência clara à Apple, Danny Winokur, VP geral de desenvolvimento interativo da Adobe.

“Estamos empolgados sobre isso e vamos continuar nosso trabalho com players importantes na comunidade HTML, incluindo Google, Apple, Microsoft e RIM, para impulsionar a inovação do HTML5 para que eles possam avançar em seus navegadores móveis”, afirmou Winokur, pelo blog da empresa.

Google lança alternativa ao JavaScript

Google lança alternativa ao JavaScript
Google lança alternativa ao JavaScript

O Google divulgou hoje alguns dados sobre o Dart, uma nova linguagem de programação para aplicações web.

Segundo a empresa, o Dart é uma opção ao JavaScript e está em fase de testes. O objetivo é criar uma linguagem ainda mais flexível voltada para a programação web e torná-la familiar e mais fácil de aprender.
Lars Bak, engenheiro de software da equipe de desenvolvimento do Dart, diz que o Google quer fazer da linguagem um recurso que pode ser usado desde pequenos até grandes projetos.

O Google pretende fazer o Dart rodar com bom desempenho em todos os navegadores modernos e em ambientes que vão desde pequenos dispositivos portáteis até execução no nível de servidor. Inicialmente, os navegadores compatíveis com o Dart são: Google Chrome, Mozilla Firefox e o Safari.

Segundo Bak, as aplicações feitas em Dart poderão rodar numa máquina virtual dedicada ou com a ajuda de um compilador que traduza o código para JavaScript. Com isso, os browsers que não suportam o Dart poderão ler a nova linguagem.

O engenheiro diz que o Google Chrome ainda não vem com a máquina virtual do Dart, mas afirma que os responsáveis pelo recurso podem explorar essa possibilidade em breve.

Os interessados podem verificar exemplos de códigos na página dedicada à linguagem.

Ai, ai, ai… Vírus infecta aviões-robôs dos EUA

ai, ai, ai...
ai, ai, ai...

A área de tecnologia da Força Aérea americana encontrou vírus em vários drones – aviões de guerra que são pilotados por robôs.

Os vírus, que infectaram aviões que estão em operações no Iraque e no Afeganistão, tinham uma missão: registrar em um arquivo as teclas que eram acionadas pelos pilotos que controlavam a aeronave remotamente. O caso foi divulgado pela revista Wired.

Os aviões infectados são usados em missões de espionagem ou na destruição de alvos inimigos. O governo americano não comentou o assunto e, por ora, não se sabe se os vírus roubaram informações confidenciais dos sistemas de controle das aeronaves.

Uma fonte declarou que o time de segurança da Força Aérea não conseguiu remover os vírus dos drones. Além disso, não conseguiu descobrir a origem do malware e, principalmente, como ele invadiu os sistemas da aeronave.

Apesar dos riscos, os aviões continuam decolando em suas missões!

Internet popular! Cinco municípios cearenses serão os primeiros

Banda larga para todos
Banda larga para todos

 Bela Cruz, Cruz, Granja, Icapuí e Paraipaba serão os primeiros municípios cearenses atendidos pelo serviço de banda larga nos moldes do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). De acordo com o Ministério das Comunicações, a conexão será de 1 megabit por segundo. No Ceará, a operadora Oi será a concessionária responsável.

Segundo acordo firmado entre governo e teles, até 2014 todos os municípios deverão contar com oferta de internet em alta velocidade por R$ 35.

Para o diretor do Departamento de Banda Larga do MiniCom, Artur Coimbra, a intenção dessa divulgação do Ministério das Comunicações é permitir que o usuário tenha o acesso mais transparente possível aos locais onde essa oferta já existe. “É uma lista para que o cidadão tenha claro para si onde já existe essa oferta, para que ele possa, de posse dessa informação, cobrar a prestação do serviço no município onde reside”, avalia o diretor.

Nesta primeira etapa, foram contemplados 344 municípios em 18 Estados brasileiros. A lista deverá ser atualizada a cada semestre, a partir de informações fornecidas pelas próprias concessionárias.

Facebook abre novo perfil

Facebook abre inscrições para novo perfil
Facebook abre inscrições para novo perfil

O Timeline, novo modo de exibição do perfil dos usuários do Facebook, começará a ser disponibilizado nas próximas semanas. Mas os usuários mais apressadinhos já podem entrar na fila para serem os primeiros a receber a atualização.

Para isso, basta acessar o endereço http://www.facebook.com/about/timeline e clicar no botão Sign me Up, localizado na base da página.

O novo perfil do Facebook vai agregar as principais atualizações do usuário de acordo com o de publicação. Dessa forma, o serviço vai funcionar como um diário digital 2.0 do usuário.

Para gerar conteúdo para a Timeline do usuário, o Facebook irá disponibilizar uma série de novos aplicativos, com o objetivo de registrar suas atividades, como os livros que ele leu, as músicas que escutou, os esportes que praticou, lugares onde esteve, pratos que ele cozinhou etc.

Spotify, Netflix, Nike, SoundCloud, Guardian, Hulu, Mashable, entre outras, são algumas das empresas que já confirmaram a parceria com o Facebook para a publicação de seus apps.

Dessa forma, qualquer atividade que o usuário registrar dentro de um desses serviços será registrada pelo app correspondente e exibida em seu perfil.

Fonte: Abril

O novo consumidor na era da redes sociais

Por Cláudio Conz

O novo consumidor na era das redes sociais.
O novo consumidor na era das redes sociais.

22/09/2011
É uma preocupação constante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social discutir os novos meios de comunicação e a inclusão digital no Brasil

É uma preocupação constante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, órgão do qual faço parte, discutir os novos meios de comunicação e a inclusão digital no Brasil. Em agosto, o Facebook chegou a 30,9 milhões de usuários únicos no nosso País, ultrapassando o Orkut e tornando-se a maior rede social no País, segundo dados do Ibope Nielsen Online. A mesma pesquisa, que não contabiliza acessos a partir de LAN houses e escolas, apontou que o Orkut atingiu 29 milhões de internautas (64%) e o Twitter 14,2 milhões de usuários únicos (31,3%).

Um outro estudo, desenvolvido pela eCMetrics – agência e consultoria estratégica de mídia social – mostrou que, dos internautas brasileiros que participam das redes sociais, 16% produz conteúdo, 22% critica ou coleta (reproduz) , 36% observa, participa ou cultiva contatos e outros 26% caracterizam-se como fortes consumidores on-line e brand engagers (consome ou cria mídial social relacionada com marcas, produtos e serviços).

As mulheres com idade entre 18 e 34 anos de todas as classes sociais são as que mais produzem conteúdo nas mídias sociais e também as que mais participam criticando ou comentando. Entre os que apenas coletam informações de acordo com as suas necessidades, a maioria é composta por homens entre 18 e 34 anos, de todas as classes sociais. Já os consumidores on-line são, em sua maioria, homens e mulheres com 45 anos ou mais, membros da classe A.

Cerca de 81% dos internautas fazem pesquisa de preço on-line e 74% deles pesquisam imagens de modelos e opções. Outros 64% afirmam pesquisar detalhes de desempenho do produto e dimensões, 67% pesquisam locais de compra e 64% procuram por novos lançamentos. E 92% acessou o site de uma empresa nos seis meses anteriores à pesquisa e 53% viraram integrantes de comunidades virtuais de empresas ou curtiram a fan page de alguma empresa nos últimos 6 meses.

O estudo afirma que o brasileiro já está inserido na era web 2.0 e tem a internet como um instrumento de busca por novidades, entretenimento, informação e interação com empresas.

De olho neste novo consumidor, várias empresas brasileiras estão monitorando o que é dito sobre elas nas mesmas redes sociais. Algumas, inclusive, agem rapidamente para evitar danos à imagem corporativa enquanto outras utilizam as redes sociais para fazerem campanhas desenvolvidas nas mídias tradicionais e até mesmo para ampliar as vendas através de aplicativos próprios.

Mesmo que não saibam o que fazer agora, é muito importante que essas empresas não desistam de tentar entender essa nova realidade. Quem ainda não participa desta nova ‘classe social’ está perdendo tempo e isso pode custar caro no futuro. A internet é algo em constante mutação desde que foi criada e a sua influência sobre o nosso dia-a-dia já está mais do que comprovada.

Além disso, os brasileiros, assim com o mundo todo, estão cada vez mais engajados nesta nova realidade virtual e isso vai trazer consequencias não só para a forma como essas pessoas se relacionam com os assuntos à sua volta e com as pessoas, mas também à forma como fazemos comércio hoje em dia. Eu confesso que estou curioso para saber o que o futuro nos reserva. Será que as redes sociais serão o futuro da loja virtual?

Facebook irá lançar serviço para socializar música e filme

O Facebook deverá apresentar na próxima quinta-feira uma nova plataforma de compartilhamento de mídia que permitirá que seus usuários disponibilizem músicas, filmes e seriados a seus amigos da rede social, informa o jornal New York Times.

A novidade, que deverá concorrer com serviços como Spotfy e Rhapsody, entre tantos outros, deverá ser anunciada durante a conferência F8, marcada para começar em San Francisco no próximo dia 22.

MySpace que se cuide. Quer dizer…

Segundo a publicação, ao disponibilizar um serviço de compartilhamento de música aos 750 milhões de usuários da rede social deverá introduzir a música digital “a uma vasta grande audiência”. “Se este serviço funcionar da maneira que ele foi planejado será o nirvana da interoperabilidade“, disse Ted Cohen, consultor com passagens pelos principais estúdios dos EUA.

De acordo com alguns especialistas da indústria, o Facebook já firmou contratos com “diversas companhias de mídia” para oferecer seu conteúdo, além de estar desenvolvendo tecnologias para permitir que seus usuários compartilhem qualquer coisa que estejam assistindo ou ouvindo em outros sites ou dispositivos.

Se os rumores se confirmarem, o Facebook entrará no mercado de música sob demanda na rede já desfrutando de uma confortável posição de líder – milhas e milhas à frente de seu maior concorrente, já que o Spotfy, serviço mais usado da atualidade, tem cerca de 10 milhões de usuários ativos.

Ainda não se sabe qual será o modelo de negócio da nova funcionalidade da rede, incluindo se existirão planos pagos ou coisa parecida. Aos interessados, calma: mais dois dias e as dúvidas serão sanadas.

fonte: http://tecnoblog.net

Facebook congela barra superior

Nas últimas semanas o Facebook reformula algumas funcionalidades da rede social, entre elas a barra de navegação superior, que agora se mantém bloqueada no topo, mesmo se o usuário rolar a página para baixo.

A sutil mudança permite que os usuários acessem com mais facilidade e rapidez recursos importantes do Facebook como pedidos de amizades, mensagens, notificações e buscas. A barra superior congelada já é um recurso conhecido dos usuários do Twitter e do Google+.

Segundo o Mashable, o Facebook está estudando bloquear também os anúncios no lado direito da página, com intuito de aumentar a taxa de cliques nas publicidades.

Durante 2010 e 2011, o Facebook já fez diversas mudanças no design e nas funcionalidades da rede social, entre eles o recurso de seguir perfis, semelhante ao Twitter. A equipe da rede social também planeja desenvolver uma versão do site em HTML5, mais moderna, para tablets como o iPad.